quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Tim Berners-Lee alerta contra o Facebook


Tim Berners-Lee, o pai da World Wide Web, acaba de deixar um alerta: o Facebook está a criar um "espaço de armazenamento de conteúdos fechado", por não permitir extrair os ficheiros lá colocados.

Num artigo publicado pelo jornal Scientific American, Berners-Lee sublinha que o rei dos portais sociais tem vindo a "fugir dos princípios de adotou no início".

O investigador britânico lembra que a WWW foi criada com base nos princípios de igualdade entre produtores de conteúdos e internautas e que o aparecimento de portais sociais que limitam o acesso a dados e a conteúdos não só lesa os utilizadores como também poderá ser uma ameça para o próprio ecossistema.

"Quanto mais usamos, mais dependentes ficamos. A rede social está a tornar-se a plataforma central - um espaço de armazenamento de conteúdos fechado, que não permite aos utilizadores o controlo total da informação que lá colocam. Quanto maior for o sucesso deste tipo de arquiteturas, maior será a fragmentação da Internet, e menor será a probabilidade de manter este espaço como algo único e universal", atenta o denominado pai da Web.

O Facebook não foi o único alvo de Berners-Lee. O pioneiro das tecnologias aproveitou ainda para lembrar que outras empresas que têm vindo a conhecer um sucesso recente com o desenvolvimento de aplicações para smartphones ou computadores, em vez de optarem por colocarem os respetivos conteúdos e funcionalidades na Web. Neste plano, o iTunes, da Apple, é o principal alvo de críticas.

1 comentário:

zito azevedo disse...

Subscrevo, na íntegra, as palavras de Mr. Lee...De resto, já por mais de uma vez me fiz eco de outras vozes críticas desta espécie de vício em que as pessoas se expôem com um despudor completo pela sua intimidade...