quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

A história da Coca-Cola


A coca participou de cada mudança da sociedade, com isso se tornou uma marca mundialmente conhecida e respeitada.

Sua historia começa no porão de uma casa, onde um farmacêutico fracassado chamado John Pemberton trabalhava. Ele sempre esteve em busca de um produto do qual o tornasse um homem rico, foi então que ele criou um xarope que era vendido como um remédio para aliviar a dor de cabeça.

Foi então quando Frank Robinson se associou a ele que os negócios começaram a crescer, pois John era bom em criar produtos, mas não em vendê-los. Frank começou a perceber que as pessoas apreciavam aquele remédio, e resolveu transformá-lo em uma bebida. Decidiu dar o nome de Coca Cola, por ser um nome sonoro. Mas como John era doente, veio a falecer e não teve a oportunidade de ver seu produto se tornar algo tão valioso.

Asa Candler era um farmacêutico que foi procurado por Robinson, e que depois de experimentar sua primeira garrafa de coca ficou fascinado e comprou sua formula. Ele então usou sua capacidade de marketing, tornando-a uma marca mais conhecida. Daí então começou a surgir às várias jogadas de marketing. A coca foi à primeira empresa a usar a famosa idéia de que a pessoa primeiro poderia experimentar o produto grátis e depois começar a comprar. No começo a propaganda era feita através de imagens que chamavam a atenção das pessoas.

Uma das primeiras ameaças á coca, foi quando começaram a dizer que era composta por cocaína, imediatamente, Clander disse a todos que fecharia as portas se alguém fosse prejudicado pelo produto. Publicou um panfleto que dizia: “Não há um átomo indivisível de cocaína em um Oceano de Coca Cola. Isso é absoluto, e final. ’’

Surgiram então às garrafas que se encaixavam na mão, com isso as pessoas poderiam levar para casa. Depois personalizou, sua forma era a de uma saia. Que foi uma forma de fazer com que reconhecessem a coca, e que ela se destaca entra os demais refrigerantes. Depois as bebidas começaram a ser vendidas em fardos, que foi mais uma das criações.

Após um tempo os Clanders venderam a empresa para Robert Woodruff. Ele era um homem ganancioso e começou a perceber que a bebida era mais vendida no verão, e a intenção dele era que fosse consumida durante todo o ano, ate mesmo no inverno. Foi a partir daí que surgiu a contribuição mais durável dessa propaganda de cultura popular que foi também a mais surpreendente e que surgiu no Natal; a criação do papai Noel na propaganda da Coca Cola, que surgiu nos meses de inverno dos quais as vendas não eram apropriadas para refrigerantes.

Criaram um velhinho de bochechas vermelhas, longas barbas brancas, alegre e gordo, que antes eram vistos nas esquinas, eram magros, de má aparência e costumavam estar vestido de verde ou amarelo. No começo teve a resistência das pessoas a essa nova imagem.


Naquela época a maior rival da coca que vem sendo ate os tempos atuais, é a Pepsi; concorrentes do mesmo mercado e possuem muita semelhança entre seus produtos. Sabemos que a base do capitalismo é a mídia e a propaganda, foi então que ambas as marcas começaram a abusar da criatividade para conseguir a preferência dos consumidores; quase sempre as campanhas que davam certo em uma, era aplicada de forma um pouco diferente na outra. Utilizaram bastante o método de marketing chamado guerrilha, que são as propagandas “apelonas”, onde tentam convencer de que seu produto é melhor do que o do adversário.
Ao decorrer do tempo foram usadas varias estratégias para aumentar a preferência dos consumidores pela coca, já que a concorrência estava acirrada. Chegaram a criar uma embalagem maior, e a utilização da TV e do radio desde a época de suas criações para fazer propagandas. Patrocinavam também os programas de TV para que pudessem mostrar o produto.

Para agradar uma nova geração, tiveram que inovar nos seus comerciais, fazendo com que o publico jovem se interessasse pela bebida, criaram primeiramente um jingle. Fizeram como se fosse parecida com uma musica, da qual foi cantada por vários artistas da época.
Houve também uma época em que a formula foi mudada, teve muitas rejeições, mas milhares de pessoas pediram que voltasse a formula original, a empresa então atendeu ao pedido dos consumidores.

No documentário definem a historia da coca da seguinte maneira: John Pemberton o criou, o Asa Candler acreditou que ela poderia se tornar a bebida dos americanos, Robert Woodruff mostrou como poderia se tornar um sucesso mundial, milhares de americanos reagiram com genuína emoção quando a companhia tentou mudar e se tornou uma ligação com o passado que olha para o futuro.

Isso tudo prova como a publicidade pode tornar um simples produto em algo surpreendentemente apreciado pelo mundo

2 comentários:

Zuella disse...

Senti falta de datas. Tao importante quanto os fatos sao as datas em que elas ocorrem.
Happy New year!

LENA disse...

Muito interessante o post. O seu blog, Tey, também possue excelente conteúdo e parece que gostamos dos mesmos temas. A partir de agora sou sua nova seguidora. Convido-o a conhecer o meu blog, se quiser me seguir será um enorme prazer e gostaria que deixasse suas impressões sobre o meu trabalho. Um grande abraço, Lena.
Feliz 2011!!!