terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Jacque Fresco in Zeitgeist



"Não são os políticos que podem resolver problemas. Eles não têm capacidades técnicas.
Eles não sabem como resolver problemas. Mesmo que fossem sinceros, eles não sabem como resolver problemas.

São os técnicos que constroem as fábricas de dessalinização. São os técnicos que nos dão electricidade. Que nos dão veículos motorizados. Que aquecem a nossa casa, e arrefecem-na no verão.

É a tecnologia que resolve problemas, não a política. Os políticos não resolvem problemas porque não são treinados para o fazer. Hoje em dia, poucos param para pensar no que realmente pode melhorar as nossas vidas.

É o dinheiro? Obviamente que não. Ninguém come dinheiro, ou enfia-o no carro para po-lo a andar. É a política?

Tudo o que os políticos podem fazer é criar leis, estabelecer orçamentos, e declarar guerra.

É a religião?
Claro que não, a religião não cria mais nada senão consolo emocional intangível para aqueles que precisam.


A verdadeira dádiva que nós como humanos temos, quem tem sido responsável por tudo o que melhorou as nossas vidas, é a tecnologia.

O que é a tecnologia?

Tecnologia é um lápis, que permite alguém solidificar ideias num papel para partilha-las.

Tecnologia é um automóvel, que permite alguém viajar mais rápido do que com os pés.

Tecnologia é um par de óculos, que dá visão àqueles que precisam.

A tecnologia aplicada é simplesmente uma extensão dos atributos humanos, que reduz o esforço humano, libertando os humanos para um problema ou tarefa particular.

Imaginem como as nossas vidas seriam hoje sem telefones, ou um forno, ou um computador, ou um avião.

Tudo na nossa casa, que tomamos por garantido; desde a campainha, a uma mesa, a uma máquina de lavar louça, é tecnologia, gerada pela criatividade cientifica de técnicos humanos.


Não o dinheiro, política, ou religião. Isto são falsas instituições.

Hoje temos os recursos para poder alojar toda gente, construir hospitais por todo o mundo, construir escolas por todo o mundo, o melhor equipamento nos laboratórios para ensinar e fazer pesquisa médica.


Portanto, temos tudo, mas estamos num sistema monetário, e num sistema monetário existe o lucro.

E qual é o mecanismo fundamental que guia o sistema de lucro para além do interesse próprio?"

Jacque Fresco, designer industrial e engenheiro social in Zeitgeist II - Addendum

5 comentários:

zito azevedo disse...

Assini por baixo...

Tey Alexandre SilFonSoares disse...

Também eu Zito Azevedo... Também eu...

Anónimo disse...

Bô tem toda razão.
Neia

Tey Alexandre SilFonSoares disse...

MIm nao... Jaques Fresco, Neia... só transcrevi o texto do filme para o blog...

Adeir disse...

Good work my friend.
Fresco é demais